Origem do Crepe

Histórias antigas afirmam que o crepe existe desde o século I. Para os italianos, no entanto, a tradicional massa de crepe só deu o ar da graça a partir do
século V.
A verdade é só uma: há muitos anos que o crepe, feito de diferentes maneiras, foi adaptado para que fizesse parte de vários países, inicialmente da Europa, continente conhecido por contemplar os primeiros países a receberem essa fantástica criação. Inclusive foi na França, por volta de 1390, que o famoso livro “Manger de Paris” (Comida Parisiense) publicou a primeira receita de crepe da qual se tem notícia.
Desde então, essa delícia começa a se multiplicar por todo o mundo para alegria das pessoas. Foi a partir do século XX, que as primeiras creperias começaram a surgir, estimulando ainda mais o turismo, no âmbito da culinária, e popularizando o tão admirado crepe.
Atualmente, os crepes recebem cada vez mais investimentos. Eles podem ser servidos nas versões doce e salgada, à base de frutas, chocolate, frango, carne e recebem acompanhamento como deliciosos e sofisticados molhos e até bolas de sorvetes com caldas diferenciadas aprovadas por todos os paladares.
É uma espécie de equação, onde as combinações de massa recheios e formatos podem ser infinitas. Tudo isso para acompanhar as necessidades e restrições de cada cliente e torná-los satisfeitos com essa delícia que hoje em dia faz tanto sucesso.

Siga-nos – – -